Home / Destaques / DEZ ANOS SEM O ETERNO AMIGO DAS MADRUGADAS, SALVADOR JOSÉ FERNANDES.

DEZ ANOS SEM O ETERNO AMIGO DAS MADRUGADAS, SALVADOR JOSÉ FERNANDES.

 

COM TEXTO DE JORGE LIMA DA CONCEIÇÃO, A  NOSSA  HOMENAGEM E SAUDADE AO AMIGO SALVADOR JOSÉ FERNANDES

       Toda cidade e avaliada pela grandeza de seus habitantes, quer na parte de trabalho ou capacidade intelectual.

   Salvador José Fernandes: filho do saudoso casal João Michiqueli/Dona Ritinha .

 Muito contribuiu nesse aspecto de cidade do interior: pacata, trabalhadora, ordeira e alto índice de pessoas inteligentes, educadas e empreendedoras.

   De uma infância feliz morando na rua Gonçalves vieira, onde dividia seu tempo nas peladas na rua, sua frequente presença na igreja, até os  estudos no ginásio onde se  destacou á frente do grêmio, trabalhou como regente de turma, foi instrutor da banda marcial do ginásio.

  Foi um grande  treinador das categorias de base do futebol, formando uma grande  geração de  craques e chegando a diretoria do operário, levando essa agremiação a ser considerada uma das melhores da região.

  A sua capacidade de organizar eventos levou-o a organizar vários programas de calouros e tornar-se um dos maiores locutores da região, criando uma das primeiras empresas de sonorização de nossa cidade: a sajofer publicidades.

      Sua facilidade em escrever e a versatilidade tornou-se um dos maiores  locutores e um dos  grandes leiloeiros e animadores de festas, alem de prestar  serviços a  prefeitura municipal.

     Era casado com a professora Terezinha Folly que lhe  deu dois filho: rodrigo e marta lúcia.

     Em 1997 portanto há 20 anos atras, foi convidado por Fernando Prevatto a  fazer parte da primeira rádio da nossa cidade. Então criou o “Amanhecer Sertanejo” e  a partir das  5 da manhã por onde se passava ouvia-se  sua  voz e aos domingos de 8 as 10 da manhã o “cantinho do rei”, numa homenagem a  Roberto Carlos.

     A sua maneira simples de fazer os programas levou-o a tornar-se uma das pessoas  mais  queridas da cidade.

     Nossa  luta para tornar a rádio licenciada só foi possível graças a  perseverança a persistência  e  o correr atras de documentos tornando possível o grande  sonho no dia  15 de novembro de 2005.

     Mas no dia 09 de julho de 2007, fomos surpreendidos com sua partida, após acidentar-se no ambiente de  trabalho na rodoviária.

    A cidade parou foi uma das maiores tristezas já presenciadas em nossa cidade e um baque para nossa empreitada.

  Somos tementes a deus  e respeitamos as ordens do criador. Nossa tristeza só num é maior, por causa da saudade e a perda desse inesquecível amigo, a quem perdemos para o poder supremo e lá  de cima com certeza ele esta  fazendo e  promovendo festas lá no céu.       

   A nossa  saudade a  Salvador José Fernandes, o “amigo das madrugadas”

      

CLIQUE E OUÇA COM A NARRAÇÃO DE FERNANDO PREVATTO

 

Veja Também

MPRJ cumpre mandados de busca e apreensão em presídio de Itaperuna

Operação investiga indícios de corrupção de agentes penitenciários que trabalham na unidade.   O Ministério ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *