Home / Destaques / Caso Hiroyuki: (HIRÔ) nomes de supostos envolvidos começam a aparecer nas redes sociais

Caso Hiroyuki: (HIRÔ) nomes de supostos envolvidos começam a aparecer nas redes sociais

Câmeras de segurança instaladas no local podem ajudar a polícia a esclarecer os fatos

HIRO-novaO caso do porciunculense Marcos Hiroyuki Iwata, de 34 anos (HIRÔ) , que foi barbaramente espancado em uma boate de Itaperuna e está em coma no Hospital São José do Avai, já passa a ser visto não apenas como uma briga e sim como um possível espancamento, brutal e covarde.

A ocorrência foi devidamente registrada na delegacia de Itaperuna e está em fase de apuração, pode ser elucidada com mais agilidade caso haja imagens gravadas nas câmeras de segurança instaladas nas proximidades da boate onde o fato ocorreu.

Marcos, que sofreu brutais golpes, principalmente na cabeça, passou por nova intervenção cirúrgica na tarde de ontem na UTI Neurológica do HSJA e se encontra em coma induzido por 48 horas. Segundo as últimas informações divulgadas ontem à noite, Hiroyuki sofreu graves lesões no cérebro e seu estado é considerado ainda muito grave.

O caso, apesar de estar sendo largamente comentado  nas redes sociais por sua violência, aparentemente não atraiu a atenção da mídia local. Nas redes, fotos e nomes de supostos envolvidos na barbarie são divulgadas amplamente. Segundo estas mesmas redes, a agressão teria a participação de rapazes muito conhecidos na noite e que entre eles, havia pelo menos um policial no grupo. Através do Whatsapp, fotos de pelo menos 6 pessoas supostamente envolvidas estão sendo divulgadas na rede.

Segundo foi apurado, duas testemunhas oculares da ocorrência estão com medo de depor na delegacia, devido ao fato de haver 2 policiais envolvidos. Ainda hoje dentro do possível, daremos mais detalhes da ocorrência e da apuração policial do fato que chocou Porciúncula, agitou as redes sociais e inexplicavelmente, não atraiu ainda a devida atenção da mídia itaperunense.

VEJA A MATÉRIA ANTERIOR

FONTE: Tribuna de Porciúncula

Veja Também

MPRJ cumpre mandados de busca e apreensão em presídio de Itaperuna

Operação investiga indícios de corrupção de agentes penitenciários que trabalham na unidade.   O Ministério ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *