Home / Destaques / Porciúncula se mobiliza na prevenção da febre maculosa

Porciúncula se mobiliza na prevenção da febre maculosa

A Prefeitura de Porciúncula, através da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com outros órgãos de saúde da região, tem intensificado as orientações sobre o perigo da febre maculosa na região. A contaminação é feita pela bactéria rickettsia rickettsii, presente no carrapato Amblyomma Cajennense, também conhecido como carrapato estrela ou carrapato de cavalo, que na sua forma jovem é chamado de micuin.

Recentemente têm sido investigados alguns casos de morte, suspeitos de contaminação pela doença. Em Varre-Sai há 24 pessoas sob suspeita esperando resultados, sendo que no mês de maio três homens morreram no município após terem pescado próximo ao local chamado Fazenda Brauna, em Natividade.

Os principais animais hospedeiros do carrapato são as capivaras, cavalos, bois, porcos e gambás, sendo o pior deles a capivara, que tem tido a sua população aumentada nas margens do Rio Carangola, local considerado como grande área de risco.

Para se contrair a febre maculosa a pessoa tem de ser mordida pelo carrapato, que precisa ficar em contato com a pele humana por pelo menos quatro horas. Os sintomas são febre alta, dores de cabeça e no corpo e pequenas manchas avermelhadas na pele. A pessoa infectada pode vir a óbito em poucos dias se a doença não for tratada corretamente.

A população deve evitar áreas infestadas por carrapatos. Se alguém for mordido, deve retirá-lo cuidadosamente com uma pinça, fazendo uma leve torção lateral. Não se deve esmagá-lo sobre a pele. Ao andar por áreas de risco, use roupas claras para melhor visualização. As barras das calças devem ser enfiadas nas botas. O corpo deve ser verificado, pelo menos, de duas em duas horas. Nos animais, devem ser aplicados carrapaticidas.

De acordo com o gerente do Serviço de Atendimento Especializado em Doenças Infecto- contagiosas de Porciúncula, Marco Avelar, o município tem realizado ações preventivas e de conscientização para os perigos da febre maculosa. “Estamos nos unindo aos municípios de Itaperuna, Natividade e Varre-Sai, para juntos traçarmos estratégias de combate à febre. Porciúncula possui profissionais preparados para o rápido diagnóstico da doença, que deve ser tratada aos primeiros sinais”, disse Marco.

folder-febre-maculosa-Secretaria_Estadual_Sade_Mato_Grosso-page-001-640x905

Veja Também

MPRJ cumpre mandados de busca e apreensão em presídio de Itaperuna

Operação investiga indícios de corrupção de agentes penitenciários que trabalham na unidade.   O Ministério ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *